quinta-feira, 28 de junho de 2012

Compreendendo seu bebê

 
INTRODUÇÃO 11

CAPÍTULO l O INÍCIO 15

Os noves meses dentro - o nascimento

CAPÍTULO 2 OS PRIMEIROS DIAS 25

Ambientando-se - elementos essenciais: segurar, limpar e alimentar o bebê - limpando o bebê - alimentando o bebê - algumas perguntas: seio ou mamadeira? Amamentação por demanda ou com horário fixo? - amamentação por demanda ou por horário?

CAPÍTULO 3 O BEBÉ ESTÁVEL 43

Três meses - onde estamos? - o desenvolvimento do amor e da confiança - lidando com o sofrimento e com obstáculos - outras dificuldades - problemas para dormir e para se alimentar - relação com o estado emocional dos pais - o desenvolvimento de relacionamentos - proteção e estímulo - emergindo dentro do mundo - responsividade e sensibilidade - memôria e pensamento - o brincar e a comunicação - seguindo em frente: alimentação variada e dentição - de volta ao trabalho: a mãe que retorna ao seu emprego.

CAPÍTULO 4 TORNANDO-SE MAIS INDEPENDENTE 73

Idas e vindas - engatinhando para longe -desmamando - o
esforço para crescer: querendo o que não se pode ter - perdendo
um pequeno bebê e ganhando uma pequena criança - Conclusão

Compreendendo seu filho especial


INTRODUÇÃO 13

CAPÍTULO l GRAVIDEZ E MEDO DA deficiência 21

Se tudo correr bem - Não mencione o assunto - Preparando-se para
a deficiência - O fator acaso - Criando apoio - Parto prematuro, aborto
e deficiência

CAPÍTULO 2 SEU bebÊ DEFICIENTE 32

Um acontecimento público - Eu sabia que algo estava errado - Vergonha - Tensões entre marido e mulher - Tensões sexuais - Um outro bebê? - Quando nunca se consolida

CAPÍTULO 3 QUESTÕES COTIDIANAS 46

Superproteção - Ignorando a deficiência - Culpando a deficiência - Irmãos e irmãs - Brinquedos e presentes - Livros - Brincar - Problemas com o sono - Comportamento sexual impróprio - Maneirismos

CAPÍTULO 4 INCAPACIDADES ESPECÍFICAS 64

Bebês cegos - A criança cega - A criança cega na escola - Educação
sexual - Bebês surdos - A síndrome de Down - Autismo - Incapacidades físicas e outras incapacidades

CAPÍTULO 5 INTERVENÇÃO MÉDICA 80

Operações - Sensibilidade - Estética ou necessária?

CAPÍTULO 6 ESCOLA 85

Integração ou segregação - O psicólogo educacional

CAPÍTULO 7 A CRIANÇA ADULTA 91

Independência - Sendo avós e sendo pais - Sexualidade

CAPÍTULOS CONCLUSÃO 97

Alguns indicadores finais

LEITURAS COMPLEMENTARES 100

terça-feira, 26 de junho de 2012

Pura verdade...

 

E no final das contas não são os anos em sua vida que contam. É a vida nos seus anos.

 

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Amo você...


Soneto XLIV


Saberás que não te amo e que te amo
posto que de dois modos é a vida,
a palavra é uma asa do silêncio,
o fogo tem uma metade de frio.

Eu te amo para começar a amar-te,
para recomeçar o infinito
e para não deixar de amar-te nunca:
por isso não te amo todavia.

Te amo e não te amo como se tivesse
em minhas mãos as chaves da fortuna
e um incerto destino desditoso.

Meu amor tem duas vidas para amar-te.
Por isso te amo quando não te amo
e por isso te amo quando te amo.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Aprender a amar


Carta para Deus

Menina de quatro anos escreve para Deus, após a morte de sua cachorra.  Não se sabe quem respondeu, mas existe uma belíssima alma trabalhando no arquivo morto dos correios americanos.


Abbey, nossa cadelinha de 14 anos morreu no mês passado. No dia seguinte a seu falecimento, minha filha de 4 anos, Meredith, chorava e comentava sobre a saudade que sentia de Abbey. Ela perguntou se poderia escrever uma carta para Deus para que, assim que Abbey chegasse ao céu, Deus a reconhecesse. Eu concordei, e ela ditou as seguintes palavras:

Querido Deus.
O Senhor poderia tomar conta da minha cadela? Ela morreu ontem e está ai no céu com o Senhor. Estou com muitas saudades dela. Fico feliz porque o Senhor deixou ela comigo mesmo que ela tenha ficado doente. Espero que o Senhor brinque com ela.Ela gosta de nadar e de jogar bola. Estou mandando uma foto dela para que assim que a veja, o Senhor saberá logo que é a minha cadela. Eu sinto muita saudade dela.
Meredith


Pusemos num envelope a carta com uma foto de Abbey com Meredith e a endereçamos: Deus - Endereço: Céu. Também pusemos nosso endereço como remetente. Então Meredith colou um monte de selos na frente do envelope, pois ela disse que precisaria de muitos selos para a carta chegar até o céu. Naquela tarde ela colocou a carta numa caixa do correio. 

Recebi (provavelmente de alguém do serviços do correio) um pacote embalado num papel dourado em nossa casa, endereçado a Meredith numa caligrafia desconhecida. Dentro havia um livro escrito por Mr. Rogers, intitulado “Quando um animal de estimação morre”. Colada na capa interna do livro estava a carta de Meredith. Na outra página, estava a foto das duas com o seguinte bilhete:

Querida Meredith,
A Abbey chegou bem ao céu. A foto ajudou muito e eu a reconheci imediatamente.
Abbey não está mais doente. O espírito dela está aqui comigo assim como está no seu coração. Ela adorou ter sido seu animal de estimação. Como não precisamos de nossos corpos no céu, não tenho bolso para guardar a sua foto. Assim, a estou devolvendo dentro do livro para você guardar como uma lembrança da Abbey. Obrigado por sua linda carta e agradeça a sua mãe por tê-la ajudado a escrevê-la e a enviá-la pra mim. Que mãe maravilhosa você tem!! Eu a escolhi especialmente pra você. Eu envio minhas bençãos todos os dias e lembro que amo muito vocês. A propósito, sou fácil de encontrar: estou em todos os lugares onde exista amor.

Com amor
Deus.



Morcego vampiro...


segunda-feira, 18 de junho de 2012

Tantos...


"Quantos vivem toda a vida sem descobrir o que sabem e amam?
Tantos.
Não ser um desses é essa a tua missão."

Richard Bach
 

quarta-feira, 6 de junho de 2012

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Até você...

"Todos precisam:
de um abraço para confortar,
do perdão para continuar,
de um sorriso para animar,
de um sim para sorrir,
de um não para aprender...

Todos precisam:
de uma segunda chance quando erra sem querer
de um ombro amigo para chorar,
de colo, mesmo quando a idade chegar...

Todos precisam:
de amor, de carinho, de bondade em seu caminho...

Todos precisam, 
Sim, todos precisam... inclusive você..."
Beijos a quem ler...
Andréa

I wish the same for you...


Good Morning Sunshine!